TOQUE DE RECOLHER: A partir de amanhã pessoas não poderão andar nas ruas de Sidrolândia após as 22 horas

Os pedidos e orientações para que as pessoas permaneçam em suas residência, só saindo em casos de extrema necessidade, não estão surtindo efeito na população de Sidrolândia. Ao entardecer do dia de ontem (18), boa parte da população estava reunida em frente a residências, tomando seu tereré.

Na Rua Mato Grosso, onde há grande quantidade de pequenos comércios entremeados a residências, a situação era alarmante. A quantidade de pessoas pelas calçadas, interagindo, bebendo e tomando tereré, demonstrava que aquelas pessoas não estão dando o devido valor a gravidade que é a PANDEMIA MUNDIAL, já instalada no País e no Estado.

Essas manifestações de desrespeito a regras de convívio e sanitárias, impostas pelo CORONAVÍRUS, e adotadas pelas autoridades de Saúde e Segurança, levaram o Executivo Municipal, conjuntamente com as forças de segurança, a adotarem medidas restritivas mais pesadas.

A partir de amanhã (20) a população em geral não poderá acessar as ruas da cidade após às 22 horas. Com o toque de recolher, somente casos de extrema urgência serão admitidos, ficando os outros, se flagrados, sujeitos aos rigores da lei.

Amanhã, no começo da noite, circulará um carro de som, acompanhado por viatura policial, avisando do toque de recolher. Em caso de desobediência, os infratores serão detidos e conduzidos para a DEPOL, ficando a disposição da justiça.

O Decreto Municipal, regulamentando o toque de recolher será publicado amanhã (20).

 

  • Fonte: Toni Reis / Visão Popular