Ex-marido ameaça matar o filho de 2 anos a tiro após estuprar mulher em MS

Um homem de 26 anos, morador em Costa Rica, cidade distante 384 quilômetros de Campo Grande, é investigado por estuprar e manter em cárcere privado a ex-mulher, de 20 anos. Ele ainda teria ameaçado o filho do casal, de apenas 2 anos, de morte.

 – Midia Max

O delegado Cleverson Alves de Souza, titular da delegacia do município, já fez o pedido de prisão preventiva do agressor. A jovem contou que se separou do ex e os dois disputam agora pela guarda do filho. No último sábado (16), o rapaz teria buscado a criança para passar o fim de semana com ele.

Ainda no mesmo dia, ele entrou em contato com a mãe, afirmando que a criança seria internada no hospital do município e ele precisaria dos documentos. Ele pegou os documentos com a vítima e supostamente teria ido ao hospital, mas depois ligou novamente para ela, dizendo que a criança seria transferida pra Mineiros (GO).

A mãe foi se encontrar com o ex e, na frente do hospital, ele a abordou. O rapaz estava dentro do carro com o menino de 2 anos e forçou a vítima a entrar no carro. Ele foi até um local ermo, onde ameaçou a ex-mulher com uma arma de fogo e ainda disse que atiraria no próprio filho com a pistola se ela saísse do carro.

O rapaz chegou a estuprar a mulher perto de um córrego na cidade, a levou para casa, trancou em um quarto e novamente estuprou a vítima. Segundo o MS Todo Dia, ele entrou em contato com a ex-sogra para afirmar que a filha e a criança estavam bem e que o menino estaria tomando soro no hospital, enquanto mantinha todos em cárcere em casa.

No dia seguinte ele ligou para a ex-sogra e disse que se a polícia fosse acionada, mataria a criança. Segundo o delegado Cleverson, foi feito o pedido de prisão e é aguardada decisão do Judiciário. O homem está foragido.