Em mês acima da média, chuvas devem voltar nos próximos dias em MS

Neste mês, Mato Grosso do Sul registrou chuvas acima da média, que devem continuar nesta semana. Entre quinta-feira (21) e sábado (23), a formação de uma frente fria e um sistema baixa pressão irão intensificar a formação de áreas de instabilidade, segundo informações do Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima de MS (Cemtec).

Fábio Oruê – Correio do Estado

Essas formações meteorológicas podem provocar chuvas com acumulados significativos em grande parte das regiões do Estado em até 60 milímetros acumulados no período. Levando em consideração o aumento e a intensidade das chuvas nesses dias, o centro alerta para condições adversas como ventos fortes, raios e queda de granizo.

Como os volumes estimados estão altos para o período decorrente aos sistemas atmosféricos, há possibilidades de pontos de alagamentos, enxurradas temporárias e transtornos à população que possam eventualmente ocorrer nos municípios. Além disso, queda de temperatura é esperada para o final deste período no Estado, especialmente em municípios da região centro-sul.

Ainda conforme o Cemtec, as chuvas devem retornam entre os dias 29 a 31 de maio, de forma concentrada nas regiões pantaneira, sudoeste, sul e central com acumulado máximo de 20 milímetros e as demais áreas seguiram sem expectativa de chuva.

ACIMA DA MÉDIA 

Uma área de instabilidade que chegou a Mato Grosso do Sul no início da semana passada e o grande volume de precipitações fizeram com que algumas cidades do Estado superassem a expectativa de chuvas para o mês de maio e que outras chegassem perto de atingir esta marca, o que pode se concretizar com as vindouras chuvas desta semana.

Segundo dados do Cemtec, Campo Grande e Pedro Gomes ultrapassaram mais de 50% do esperado para o mês. Em Campo Grande já choveu 150,8 mm, sendo que o esperado era de 96,6 mm.

Em Pedro Gomes, no norte do Estado, a precipitação registrada chegou a 103,6 mm, enquanto o volume esperado para maior era de 65,3 mm. Já em Sidrolândia, a expectativa era que acumulasse 101,5 mm, porém já choveu 102,6 mm. Jardim (103,6 mm), Laguna Carapã (102 mm), Ponta Porã (90,6 mm), Angélica (79,8 mm) e Corumbá (31,6 mm) se aproximam de atingir o esperado para o mês.