www.bvnewsms.com.br

Dourados registra três casos de crianças infectadas pelo coronavírus

Nas novas testagens positivas do coronavírus em Dourados,  foram identificadas três crianças indígenas. A informação foi confirmada pelo Comitê de Gerenciamento de Crise durante entrevista coletiva online realizada no final da manhã deste sábado (16).

 – Midia Max

Segundo o comitê essas crianças de quatro, sete e nove anos fazem parte da rede de contatos do primeiro caso confirmado na Reserva e estão sendo monitoradas. “Tem duas dessas crianças que estão assintomáticas e uma outra com sintomas leves”, explica o médico Frederico Weissinger, que faz parte do Comitê.

Na avaliação do médico, embora isso seja uma novidade diante do casos que já vem sendo observados, a situação está controlada uma vez que essas crianças já estão sendo monitoradas, o caso não deixa de ser preocupante.  “Essa era uma situação que já vinha sendo esperada uma vez que elas tiveram contato direto com o

Segundo o comitê essas crianças de quatro, sete e nove anos fazem parte da rede de contatos do primeiro caso confirmado na Reserva e estão sendo monitoradas. “Tem duas dessas crianças que estão assintomáticas e uma outra com sintomas leves”, explica o médico Frederico Weissinger, que faz parte do Comitê.

Na avaliação do médico, embora isso seja uma novidade diante do casos que já vem sendo observados, a situação está controlada uma vez que essas crianças já estão sendo monitoradas, o caso não deixa de ser preocupante.  “Essa era uma situação que já vinha sendo esperada uma vez que elas tiveram contato direto com o primeiro caso identificado na Reserva Indígena de Dourados, afirma o médico.

De acordo com último boletim epidemiológico divulgado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), o número de casos confirmados de coronavírus  dispararam nas últimas 24h em Dourados.

Até a última sexta-feira (15) , o município, que registrava  com 28 casos confirmados, conta  agora com 41 casos pessoas infectadas. “São números preocupantes, mas que também revelam que isso acontece a partir do momento em que estamos conseguindo ampliar o número de coletas”, afirma o coordenador Vigilância Epidemiológica, Emerson Eduardo Correa.

Voluntários

Após a confirmação de 10 casos de coronavírus na Reserva Indígena de Dourados, lideranças decidiram fechar entradas da aldeia Bororó. Quem não mora no local está sendo impedido de entrar, a exemplo de vendedores ambulantes.

O bloqueio está sendo feito somente na Bororó. Na aldeia Jaguapiru, por enquanto não há fechamento. Juntas, as aldeias somam quase 18 mil pessoas. “Temos que fazer a nossa parte, por mais que o isolamento nas aldeias seja uma tarefa um tanto difícil”, explica o líder da aldeia Bororó,  Gaudêncio Benites, que conta com o apoio de voluntários.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com