Uma mulher de 32 anos foi parar na delegacia depois de uma verdadeira confusão ao ser parada em uma blitz na avenida Manoel da Costa Lima, em Campo Grande. A motorista foi abordada por volta de uma hora da madrugada desta segunda-feira (26) e desobedeceu os policiais.

 – Midia Max

Conforme informações do Boletim de Ocorrência, durante a abordagem da blitz, a motorista estava sem a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e ainda se recusou a fazer o teste do bafômetro. Os policiais disseram que ela tinha o direito de recusar, mas que então ela teria que providenciar outra pessoa para dirigir o carro.

A partir de então, a mulher começou a dizer que não sairia do carro e que iria chamar a mãe, que seria policial. Depois de se recusar a entregar as chaves do carro a alguém, os policiais deram voz de prisão à motorista por desobediência.

Mesmo assim ela continuou alterada, quando os policiais usaram de força para retirá-la do carro. Ela se debatia, resistindo à prisão e dizia que iria ligar para a mãe. Consta no boletim de ocorrência que a motorista tinha sinais de embriaguez, como o cheiro de álcool, olhos vermelhos e fala alterada. Entretanto, ao chegar na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga, o teste do bafômetro resultou em 0 mg/l.

Facebook Comments