Firme no propósito de lançar candidatos a prefeito e chapa de vereadores nas principais cidades sul-mato-grossenses, o PSD irá reunir lideranças ainda neste mês de janeiro para definir as estratégias de ação e os nomes de seus pré-candidatos. Para o presidente regional da legenda, senador Nelsinho Trad (PSD), só é possível garantir a sobrevivência dos partidos lançando nomes na disputa.

 – Midia Max

 

Nessas eleições municipais, entram em vigor as regras que proíbem coligações proporcionais e as siglas terão que ter chapa completa a vereador. “Se a gente não fizer a gente corre o risco da gente ver o partido definhar, porque não vai mais poder coligar. Daqui pra frente pra você fazer vereador e deputado federal você vai ter que ter chapa pura. E você só consegue a partir do momento em que você bota o time pra jogar”, adiantou o senador.

Na avaliação dele, as chapas majoritárias ajudarão a ‘puxar’ as proporcionais. A intenção do PSD é que os candidatos a prefeito sejam lançados em pelo menos 7 municípios sul-mato-grossenses que possuem mais de 50 mil habitantes.

O número exato será mapeado no encontro previsto para o final do mês, na sede do partido. Apesar da movimentação no interior, a prioridade da legenda é a reeleição do prefeito Marquinhos Trad (PSD) na Capital.