Rio Paraguai pode transbordar em março e antecipar cheia

549

Com cota acima de 3,45 metros na estação de Ladário, principal referência do comportamento anual do sistema hidrológico da planície, o Rio Paraguai pode alcançar nível de transbordamento – quatro metros – já no mês de março, em Mato Grosso do Sul. A situação representa alerta a pecuaristas que têm propriedades localizadas no Baixo Pantanal, principalmente nas regiões influenciadas por rios secundários, ou aquelas atingidas por grande volume de chuvas, consideradas acima da média desde dezembro. A tendência é de que neste ano a cheia ocupe maior território nestas regiões, pois muitas áreas já estão alagadas ou úmidas.

UANA RODRIGUES- CORREIO DO ESTADO

Conforme dados da Embrapa Pantanal, no ano passado, o rio chegou ao nível de quatro metros entre maio e junho. Já em 2016, o nível de transbordamento só foi atingido no início de junho. “Se o rio continuar subindo na mesma taxa, pode ser que chegue ao nível de transbordamento em março, mas só nesta condição, o que deixa tudo muito relativo”, explica o pesquisador da Embrapa Pantanal, Carlos Padovani.

Desde de janeiro, afluentes do Rio Paraguai em Mato Grosso do Sul vêm apresentando níveis de alerta. Nesta semana, o Rio Taquari alcançou cota de 434 centímetros. Já Miranda e Aquidauana registraram cota de 623 centímetros, conforme dados da Sala de Situação do Instituto do Meio Ambiente do Estado (Imasul). Além disso, houve chuva acima da média na maioria das regiões do
Pantanal.

Facebook Comentarios