Nioaquense – Durante viagem à Brasília, o prefeito de Nioaque, Valdir Júnior, conseguiu, finalmente, entregar o título de “Cidadão Nioaquense” ao presidente Jair Bolsonaro, que já morou no município.

Jones Mário e Leonardo Rocha – Campo Grande News

Souvenir – Ao lado do deputado federal Luiz Ovando (PSL), o prefeito entregou a homenagem em mãos e aproveitou para pedir R$ 20 milhões em investimentos federais para Nioaque. Bolsonaro também ganhou de presente um souvenir da Retirada da Laguna.

Do Morenão ao Coliseu – O reitor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Marcelo Augusto Turine, vai passar uma semana do outono europeu em Roma, na Itália. Ele se ausenta do comando da principal instituição de Ensino Superior do Estado de 15 a 23 de novembro, para assinar acordo internacional entre a entidade e as Universidades de Camerino e Perugia.

Pitacos – O dia foi de comemoração ontem para Guarda Municipal que ganhou um plano de cargos e carreira. Durante a assinatura do documento, o prefeito Marquinhos Trad lembrou que não foram poucas as sugestões que recebeu sobre o assunto.

Pelo Whats – Apesar do assédio, ele jura que gostou de cada contribuição, muitas delas vindas pelo celular. “Agradeço a cada um que me enviou WhatsApp com sugestões para melhorar as redações do documento que hoje está sendo assinado”, comentou.

Sotaque – Depois de apresentar projeto que retira o termo “divisão do Estado” do Calendário Oficial de Eventos de Mato Grosso do Sul, o deputado João Henrique Catan (PL) aproveitou para reforçar aspectos culturais do Estado. Disse, por exemplo, que sempre valorizou o sotaque local, mesmo quando estudou fora, em São Paulo.

Porrrta – “Eu falava porta de forma arrastada, e não tentava mudar, tanto que era chamado de caipira, ainda tinha que responder se tinha onça nas ruas”. O parlamentar foi mais longe, defendeu que os programas de televisão daqui devem manter o sotaque como em outras regiões, e não puxar o “r” dos cariocas. “Lá no Rio Grande do Sul, eles não usam sotaque de outros estados nos seus programas, de forma alguma”.

Comitiva – Evander Vendramini (PP) anunciou comitiva de deputados e vereadores do PP parte na próxima terça-feira (3) para Brasília, onde haverá reunião com a direção nacional do PP. “Vamos definir o futuro da legenda no Estado, que está sem presidente regional desde o dia 11”, disse o parlamentar, cotado para assumir como presidente provisório.

Preparação – Presos do Instituto Penal de Campo Grande ouviram ontem a palestra “Lei Maria da Penha”. O tema é um dos abordados pelo “Grupo de Orientação para Liberdade”, criado para preparar os internos para a hora que vão voltar a andar livres por aí.

Agora vai? – O ministro da Saúde, Luis Henrique Mandetta, garantiu que não passa de 2020 a execução do projeto de regionalização da saúde, que vai reorganizar as cidades brasileiras em distritos sanitários, para compartilhamento de alguns serviços e consequente redução de custos, com melhora da qualidade.

Facebook Comments