Polícia Militar Ambiental e Ibama surpreendem dois traficantes com escadas subindo em árvores de bocaiúva para retirada de filhotes de papagaios dos ninhos

JD1 – Vitória Ribeiro, com informações assessoria 

Equipes da Polícia Militar Ambiental (PMA) surpreenderam no final da tarde de domingo (29), traficantes com escadas subindo em árvores de bocaiúva para retirar os filhotes dos ninhos. Os ninhos estão sendo monitorados pelas equipes da PMA e fiscais do Ibama.

Os traficantes avistaram a viatura e adentraram a uma grande reserva de mata, nas proximidades da pastagem onde estavam. Como havia uma cerca, os policiais deslocaram-se correndo ao local, o que deu tempo aos traficantes fugirem. Apesar de diligências na região, as equipes não localizaram os traficantes, porém, eles não tiveram êxito em retirar os filhotes, indicando a importância deste tipo de operação preventiva.

A escada de alumínio, um facão, uma mochila, roupas e botina dos traficantes foram apreendidos. A operação continuará até o final do período reprodutivo da espécie em dezembro, nas propriedades rurais e em bloqueios em rodovias na região com problemas de tráfico.

O período de agosto a dezembro é preocupante com relação ao tráfico de animais silvestres, pois é o período reprodutivo dos papagaios que é o animal mais traficado no Estado. A PMA mantém trabalhos preventivos nas propriedades rurais para prevenir a retirada dos animais e aliciamentos de funcionários de fazendas e assentados pelos traficantes, para a retirada dos filhotes.

O tráfico de animais silvestres é considerado a terceira atividade criminosa mais rentável, perdendo apenas para o tráfico de drogas e o tráfico de armas. Porém, em Mato Grosso do Sul, o problema se resume quase que especificamente ao papagaio.