Pesquisa mostra Bolsonaro liderando para 2022

Jair Bolsonaro passou por grandes desgastes desde o início da pandemia causada pela proliferação do novo coronavírus no Brasil, durante esses meses o país se tornou epicentro mundial da doença, alcançou a marca de 80.00 mortos, perdeu três ministros, sendo dois deles da saúde.

Gabriel Neves – JD 1 Notícias

Operações policiais envolvendo pessoas relacionadas a Bolsonaro, fizeram o governo federal passar por polêmicas e questionamentos, apesar do cenário brasileiro atual, uma pesquisa revela que, caso as eleições fossem hoje, Bolsonaro seria reeleito.

A pesquisa foi realizada pelo Paraná Pesquisas, encomendada exclusivamente pela Revista Veja, e mostra Bolsonaro sendo reeleito em qualquer cenário e contra qualquer adversário em segundo turno.

Durante a pesquisa, foram apresentados três cenários eleitorais como opções de voto, nos três Bolsonaro ficou na frente como o mais votado. No primeiro com 29%, no segundo com 27,5% e no terceiro com 30,7%.

Em todos os cenários, o maior púbico que votaria em Bolsonaro são homens, entre 25 e 34 anos com nível de escolaridade média, ou seja, terminaram o ensino médio e não possuem ensino superior.

Já em possíveis segundos turnos, com principais nomes cotados para as eleições de 2022, Bolsonaro também venceria todos seus adversários. Tendo 46,6% dos votos contra Fernando Haddad; 44,7% dos votos contra Sérgio Moro; 45,6% contra Lula; 48,1% contra Ciro Gomes; 51,7% contra João Dória e 50,8% contra Luciano Huck.

Os candidatos que mais teriam porcentagem de votos contra Bolsonaro seriam o ex-presidente Lula e o ex-minitro da Justiça, Sérgio Moro.

Apesar do integrante cenário eleitoral, ao serem questionados sobre como avaliam a administração do presidente Jair Bolsonaro, 26,1% dos entrevistados consideraram a administração péssima e 11,9% ruim.

Além disso, 48,1% afirmaram desaprovar a administração do presidente, contra 47,1% que disseram aprová-la. Após a pandemia, a aprovação de Bolsonaro subiu, em março deste ano 44,0% dos eleitores aprovavam a administração do presidente, em julho o número foi para 47,1%.

Pesquisa

Foram entrevistado 2030 eleitores para a realização da pesquisa, todos com 16 anos ou mais em 26 Estados e Distrito Federal e em 188 municípios brasileiros entre os dias 18 a 21de julho 2020, sendo auditadas simultaneamente à sua realização, 20,0% das entrevistas.

De acordo com a Paraná Pesquisas a amostra representativa do Brasil atinge um grau de confiança de 95,0% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 2,0% para os resultados gerais.