Para entrar na fila de transplante, criança precisa passar por cirurgia; família pede ajuda

2380

Belinha é renal crônica, faz hemodiálise e precisa da cirurgia para entrar na fila do transplante de rim

Kerolyn Araújo – Top Midia News

Familiares de Anabela, de apenas 13 anos, estão se mobilizando para levantar recursos para pagar uma cirurgia de enterocistoplastia para a menina. Renal crônica, Belinha precisa passar pelo procedimento para entrar na fila de transplante de rim.

A avó de Belinha, Marlene Chaparro, 59 anos, contou que a menina foi diagnosticada com hidrocefalia, bexiga neurogênica e meningocele. Devido a esse último problema, que é uma má formação da coluna, a criança acabou ficando com rins comprometidos. ”Ela está fazendo hemodiálise há três meses, três vezes por semana”, explicou.

Agora, para que entre na fila de transplante de rim, Belinha precisa fazer a cirurgia de enterocistoplatia (procedimento cirúrgico padrão para o tratamento de pacientes portadores de bexiga neurogênica). ”Após a cirurgia, ela ficará de dois a três meses em recuperação. Se o resultado for positivo, ela entrará para a fila do transplante”, disse.

A cirurgia é oferecida pelo SUS (Sistema Único de Saúde), porém a espera é longa e a menina precisa fazer o procedimento o quanto antes. ”Eu luto pela vida. Não posso ficar esperando pelo SUS, é uma vida humana”.

Segundo Marlene, a cirurgia particular está orçada em R$ 3,2 mil e, agora, a família busca recursos para pagar pelo procedimento. ”Estamos organizando uma feijoada, mas ainda precisamos do local. Qualquer ajuda é bem vinda. Brindes para bingo, leilão, dinheiro e até mesmo o local para fazer o evento”.

Quem quiser ajudar a família pode entrar em contato por meio do telefone (67) 99110-5198.

Doações em dinheiro podem ser feitas  por meio das contas:

Caixa Econômica
Agência 1108 Operação 013
Conta 000.97489-9

Banco do Brasil
Agência: 4421-0
Conta Corrente: 5151-9

Facebook Comentarios