O autor do 10º feminicídio de 2019 no Distrito Federal, Maciel Luiz Coutinho da Silva, mandou um áudio para a vítima no dia do crime. Na gravação, o motoboy de 41 anos fala para a ex-mulher que o amor que sentia por ela era doentio. As informações são do G1.

Da redação/Isto é

A mensagem de voz foi enviada horas antes de Silva ir até a casa de Jacqueline dos Santos Pereira, de 39 anos, e assassiná-la. Ela foi morta por volta das 16h desta segunda-feira (6), em Santa Maria, região administrativa do DF. Pouco depois, ele cometeu suicídio.

Os dois viveram juntos por 25 anos e tiveram três filhos. Há cerca de dois meses se separaram. Na gravação, Maciel diz que “tinha medo de perder” a ex-mulher e tenta justificar o que dizia sentir por ela. “O amor que eu sinto por você é um amor doentio mesmo. Na minha cabeça, todo mundo que se aproxima de você é que te quer”, disse o homem. Segundo a polícia, o motivo do crime foi “ciúme”. Maciel Luiz Coutinho da Silva não teria aceitado um novo relacionamento de Jacqueline.

Amigos de Jacqueline contaram à polícia que Silva foi até onde ela trabalhava, como gari, e a ameaçou. No mesmo dia, pela tarde, ele pulou o muro da casa da ex-mulher e a esfaqueou, pelo menos, nove vezes. Testemunhas contaram que a mulher ainda gritou por socorro. Poucos minutos depois, Maciel saiu em uma moto e vizinhos encontraram Jaqueline sem vida.

Facebook Comments