MS precisa de 91 médicos para substituir cubanos

3243

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) divulgou nesta terça-feira (4) o balanço da quantidade de médicos que Mato Grosso do Sul precisa para assumir o lugar dos cubanos no programa “Mais Médicos”. Ao todo são 91 profissionais que deverão assumir as vagas no estado.

JD1

Até o dia 29 de novembro, eram 11 médicos substituídos em Mato Grosso do Sul, sendo cinco em Corumbá, três em Dourados, um em Jaraguari e um para Tacuru, além do  profissional que será lotado em um Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) não confirmado.

Já foram feitas 24 trocas sendo distribuídas em Aral Moreira, Bandeirantes , Brasilândia, Costa Rica Jaraguari, Ribas do Rio Pardo e São Gabriel do Oeste com um profissional. Já em Corumbá são seis, Dourados são quatro e em Tacuru serão três. Outros quatros profissionais foram para Diseis.

Os intercambistas que já deixaram Mato Grosso do Sul estavam em Bonito, Corumbá, Figueirão, Japorã, Pedro Gomes, Sete Quedas e Sonora. Ainda segundo a SES, todos os cubanos que atuavam no estado devem ir embora até o dia 9 de dezembro.

Facebook Comentarios