Menino de 15 anos é flagrado no banheiro do camelódromo fracionando maconha para venda

2312

Um adolescente, de 15 anos, foi apreendido pela Polícia Militar (PM) durante operação na região central e entorno, para combater o tráfico de drogas em Campo Grande. Segundo a investigação, ele foi flagrado fracionando porções de maconha, dentro do banheiro do camelódromo. A ação ocorreu na noite anterior e se estendeu até a madrugada desta quarta-feira (28), resultando também na prisão de dois irmãos traficantes nas proximidades da antiga rodoviária.

Por Graziela Rezende, G1 MS

O adolescente estava prestes a vender a droga, enrolando em tiras de papel higiênico, quando foi apreendido. Para os policiais, o menino comentou que é do município de Aripuanã, no Mato Grosso, ressaltando que chegou na capital sul-matogrossense no dia 21 de outubro deste ano. Na época, ele trouxe 3 kg de maconha, na qual adquiriu com um amigo que não falou o nome, sendo que repassaria o dinheiro em depósitos.

Irmãos presos por tráfico e, por último, mulher foragida da Justiça que foi capturada em MS — Foto: Polícia Militar/DivulgaçãoIrmãos presos por tráfico e, por último, mulher foragida da Justiça que foi capturada em MS — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Irmãos presos por tráfico e, por último, mulher foragida da Justiça que foi capturada em MS — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Já os irmãos, de 20 e 22 anos, que também foram flagrados vendendo drogas na avenida João Rosa Pires, no bairro Amambaí, foram levados para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro.

Segundo a investigação, o rapaz de 20 anos também trabalhava com entrega de panfletos na região central e, ao mesmo tempo, usava o álibi para vender droga. Ele será indiciado por tráfico, com pena que varia de 8 a 15 anos de reclusão. Em depoimento, comentou que quem vendia era a irmã dele. Por conta das contradições, ambos foram levados para a delegacia.

Outro adolescente também foi apreendido, por possuir um mandado de busca e apreensão. Ele estava nas proximidades da orla ferroviária, altura da rua Barão do Rio Branco. Na mesma rua, uma mulher foragida da Justiça foi recapturada.

Facebook Comentarios