O curso de medicina em Ponta Porã, aprovado pelo Ministério de Educação, já tem definido a instituição mantenedora. Através da Portaria número 924, de 27 de dezembro de 2018 publicado no Diário Oficial da União, a Faculdades Anhanguera teve proposta selecionada e está autorizada a colocar em funcionamento o curso de medicina.
Ponta Porã Informa
O edital traz ainda o Instituto Filadelfia de Londrina como a segunda selecionada. A partir de agora, começa a correr prazo para que a instituição selecionada apresente documentação exigida pelo Ministério da Educação, para a efetiva implantação do curso.
Corumbá e Ponta Porã estão entre os 28 municípios selecionados pelo Ministério da Educação (MEC) para implantar cursos de graduação em medicina. O termo de compromisso que formaliza a autorização foi assinado com os prefeitos e representantes das secretarias de saúde, em Brasília (DF). O prefeito Hélio Peluffo destacou o excelente indicativo de que Ponta Porã terá um curso de medicina à altura dos grandes centros.
O Ministério da Educação efetuou um levantamento com intuito de identificar quais municípios teriam condições de receber os novos cursos de medicina. A ampliação dos cursos preservará a qualidade da formação médica nacional.
“Ponta Porã está entrando em um novo patamar na saúde pública do país. Teremos o fortalecimento da regionalização e descentralização da saúde.
“Nossa população só tem a ganhar. Especialidades, exames, diagnósticos, tratamentos já poderão ser feitos aqui tão logo aconteça a formação da primeira turma de médicos. É uma grande vitória população corumbaense”, disse o prefeito Hélio Peluffo.
O prefeito também destacou que a saúde no município ganhará um novo cenário, com a chegada de novos profissionais e a formação de futuros médicos. Além disso, o prefeito Hélio lembra que o Hospital Regional “Dr. José de Simone Netto” deverá tornar-se referência enquanto hospital-escola, melhorando significativamente o cenário na área de saúde.
De acordo com a coordenação do projeto, os municípios selecionados passaram por uma seleção criteriosa em relação à capacidade de saúde. Foram avaliados equipamentos existentes no município, quantitativo de leitos no município.
Nas sucessivas reuniões, o prefeito Hélio fez uma minuciosa explanação acerca dos avanços obtidos em vários setores do município, notadamente na área de Saúde, como a questão do hospital regional, assumida pelo Governo do Estado e repassada a administração a uma organização social.
“Temos tido total apoio do governador Reinaldo Azambuja com investimentos concretos no município, como no hospital regional”, enfatizou o prefeito Hélio. Os diretores da instituição visitaram as instalações do hospital regional ´Dr. José de Simone Netto´, onde conheceram todos os setores e demonstraram satisfação em conhecer a estrutura de atendimento da unidade hospitalar, a maior da rede pública em toda a faixa de fronteira.
Facebook Comments