Mãe biológica de menina desaparecida informou endereço falso à Justiça, dizem pais

1625

Criança de seis anos continua desaparecida desde domingo

 – Midia Max

A mãe biológica de Maiza Valentina Matos Camargo, de 6 anos, suspeita de ter fugido com a criança descumprindo decisão judicial, teria informado endereço errado à Justiça. De acordo com os pais adotivos, o Conselho Tutelar de Rondonópolis (MT) foi acionado segunda-feira e não encontrou a mãe biológica no endereço declarado em juízo. Vizinhos teriam dito que a mulher não morava na localidade.

Maiza está desaparecida desde a tarde de sábado (30), quando foi vista pela última vez numa praça de Bela Vista (MS), sob os cuidados de sua mãe biológica. Ela conseguiu na Justiça liminar para passar o fim de semana com a menina, mas, no horário determinado para entregar a criança, ás 20h do domingo (1º) aos pais adotivos, a mulher não apareceu. A família foi à pousada onde ela estava hospedada e foi informada de que a mulher já teria registrado saída.

Segundo os pais, a liminar proibia que a mãe biológica se ausentasse da comarca com a criança. A suspeita é que Maiza esteja com a mãe adotiva em Rondonópolis (MT), cidade a cerca de 750 km de Bela Vista. Também há suspeita de que ela tenha fugido de carro com a própria advogada, que teria inicialmente afirmado que não sabia do paradeira da mãe biológica e da criança.

Os pais adotivos de Maiza registraram na segunda-feira (1º) boletim de ocorrência sobre o desaparecimento da menina e estão nesta manhã em deslocamento à Rondonópolis, na esperança de reaver a criança.

Disputa judicial

Maiza chegou em 2014 na vida do servidor público estadual João Gomes Carvalho e de Jane Mary Garcia Mattos Carvalho, servidora pública municipal e atual titular da Secretaria de Educação do Município. Com três filhos, o casal passou a cuidadar da menina, então com dois anos de vida.

“Maiza nasceu em 2012 e em 2014 meu cunhado se relacionava com a mãe biológica trouxe a Maiza para ficar com a gente. Ela tinha problemas nutricionais, muito magra, não era bem cuidada. Na época, eu disse para a mãe que só ficaríamos com ela se ela passasse a guarda para nós. E ela veio de Rondonópolis para entregar o documento, que também é assinado pelo pai biológico”, contou João à reportagem.

Todavia, em 2017, a mãe da criança quis reaver a guarda da filha e entrou com ação judicial. “Mas o próprio Ministério Público recomendou que a guarda ficasse com a gente. Temos a guarda definitiva e ela conseguiu passar o fim de semana com a Maiza por causa de uma liminar”, destacou.

Apesar de crerem que Maiza está com a mãe biológica, a família revela estar tensa, já que a criança ainda não foi vista desde que sumiu, e pede para que quem tiver pistas do paradeiro de Maiza que entre em contato pelos telefones (67) 99909-9896, (67) 99351-5050 e (67) 3439-3928.

https://www.midiamax.com.br/policia/2018/mae-biologica-de-menina-desaparecida-informou-endereco-falso-a-justica-dizem-pais/
Facebook Comentarios