‘Irmão de igreja’ saiu com casada e tentou matar o marido por medo de represália

512

Acompanhado do advogado, Adriano Pacheco, de 30 anos, se apresentou na manhã desta terça-feira (15) na 5ª Delegacia de Polícia Civil e confessou ter tentado matar um irmão de igreja a tiros no dia 24 de julho, no Jardim Nhanha. Ele explicou a polícia que vivia um caso extraconjugal com a mulher da vítima e estava “se sentindo ameaçado”.

Thatiana Melo, Geisy Garnes e Arlindo Florentino – Midia Max

Para o Midiamax, o delegado Jairo Carlos Mendes explicou que essa é a segunda vez que o suspeito vai à unidade. Na primeira vez que foi ouvido, Pacheco negou qualquer participação no crime, mas ainda assim, as investigações o apontavam como o autor dos disparos.

Adriano disse ao delegado que se sentiu ameaçado depois que a vítima descobriu o caso extraconjugal que estava tendo com sua esposa. De acordo com ele, o casal que frequenta a mesma igreja estava em crise, e com isso, ele acabou se aproximando da mulher,

A vítima – que ainda morava na mesma casa com a mulher – descobriu que Adriano estava muito próximo curtindo várias postagens da esposa nas redes sociais indo tirar satisfação dele, o deixando com medo, por isso, resolver comprar um revólver na antiga rodoviária pelo valor de R$ 1.400.

No dia do crime, 24 de julho, Adriano esperou o culto da igreja terminar e ao ver a vítima deixando o templo o seguiu e na Avenida Ernesto Geisel efetuou quatro disparos contra o homem, que foi socorrido por uma irmã da igreja.

Adriano Pacheco vai responde por tentativa de homicídio e responderá pelo crime em liberdade.

Facebook Comentarios