Há três anos, o CMO (Comando Militar do Oeste) publicava ordem para Exclusão a Bem da Disciplina de  três militares detidos pela Polícia Civil de São Paulo, com três toneladas de maconha. Os militares transportavam a droga em um veículo pertencente ao 20º Regimento de Cavalaria Blindado, sediado em Campo Grande.

Na ocasião, a ordem foi emitida no dia 27 de setembro de 2016 em virtude da conclusão da sindicância instaurada para apurar a conduta disciplinar dos militares. No processo, após ter sido garantido o direito de defesa dos suspeitos, ficou comprovado que os três militares violaram os preceitos da ética militar, da honra pessoal, do pundonor militar e do decoro de classe.

A publicação informava ainda, que o IPM (Inquérito Policial Militar) instaurado para apurar o furto da viatura utilizada no transporte da droga também estava concluído. As informações do inquérito foram remetidas a 9ª Circunscrição Judiciária.

A prisão ocorreu no dia 28 de agosto, daquele ano, na rodovia Anhanguera, em São Paulo, próximo à cidade de Campinas. No veículo, foram presos dois cabos, suspeitos de fazer o transporte do entorpecente.

Um terceiro militar foi localizado, horas depois, ferido, na Santa Casa de Limeira, também em São Paulo. Ele foi ferido durante troca de tiros entre os militares e policiais paulistanos. Os militares do 20º Re