Esperado há 20 anos, rota dos caminhões vira realidade em Bela Vista

241

Esperado há 20 anos, contorno rodoviário vira realidade em Bela Vista com obra do Governo

Intervenção estrutural está sendo executada com recursos estaduais de R$ 14,8 milhões para garantir a segurança da população desviando o tráfego de carretas de calcário do Centro.

Campo Grande (MS) – Obra de infraestrutura aguardada há mais de duas décadas pela população de Bela Vista está em execução pelo Governo do Estado com recursos de R$ 14,8 milhões para desviar o fluxo de caminhões de calcário do Centro garantindo a segurança de tráfego no município.

Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

“Desde criança eu ouço falarem nesse asfalto e nunca tinha saído a obra”, conta a dona de casa Juliana Ferreira, 24 anos, ao ver as máquinas trabalharem na rua em frente à propriedade rural da família. “Melhorou o acesso e quando passar o asfalto vai ser ainda mais rápido até a cidade. A estrada era cheia de buracos, tinha promessa desse asfalto faz muito tempo, mas só depois que o governador Reinaldo Azambuja entrou melhorou”, comemora.

Lausdilaine Cardoso Loubet, 30 anos, moradora de outra propriedade próxima à obra relata que o trecho por onde as carretas passavam era conhecido como curva perigosa. “Costumavam cair caminhões ali, precisou sinalizar para melhorar um pouco”, lembra. Por conta da obra, o trecho crítico foi substituído por estrada paralela construída após desapropriação de parte de uma propriedade. “Essa obra valorizou aqui”, comenta.

Segurança e desenvolvimento

Com três empresas atuando na extração de calcário, o tráfego chega a 270 caminhões carregados cruzando o Centro, explica o presidente do Sindicato Rural de Bela Vista, Leandro Melo Acioly.

Essa obra para o município é de suma importância, porque os caminhões cruzam carregados com esse material por dentro da cidade e atrapalham o fluxo de veículos”, revela.

“Caminhão aqui passa o dia inteiro, desde cedo até a noite. Ficará bem melhor desviar porque daí libera o trânsito”, concorda o taxista Insfran Recaldes, 68 anos, que trabalha dez anos em um dos trechos por onde passam os veículos carregados.

Além do tráfego mais seguro, o presidente do Sindicato Rural destaca outro benefício das intervenções feitas pela Governo do Estado. “O rodoanel irá viabilizar também o acesso ao Parque de Exposições, a mesma rota que vai desviar o calcário vai atender à demanda do parque. Essa é uma obra que há muito tempo estávamos esperando”, destaca.

Parceria

Para o prefeito Reinaldo Pity, a obra é a concretização de um sonho da população há décadas. “O Governo do Estado tem sido um grande parceiro do nosso município, que precisava de obras de infraestrutura, principalmente, esse anel viário para desviar as carretas. Além disso, temos vários outros investimentos por essa parceria, como o Lote Urbanizado, a construção de estações elevatórias de saneamento e diversas outras que ainda virão, inclusive, obras de asfalto como as do Jardim Primavera. Nos últimos vinte anos Bela Vista não teve tantos investimentos como agora”, afirma.

Moradora do bairro Novo Horizonte, Daniele Fleitas, 24 anos, mora na rua já pavimentada pelo projeto do contorno rodoviário. “Aqui está ótimo agora, antes era poeira o tempo todo, não dava para sentar aqui na frente”, relembra.

Agora, trabalhadores e máquinas estão no trecho que irá desviar o tráfego da região central, que contará com uma rotatória e acesso à BR-060, ligando ao local onde é extraído o calcário.

Conforme a Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul), a obra está em fase de finalização da terraplenagem e execução da sub-base da pavimentação. Assim que essa etapa for concluída, o tráfego de carretas será liberado em um dos sentidos enquanto será feita a base e a capa asfáltica no outro, e vice-versa. A previsão é que a obra seja finalizada até o mês de julho.

Facebook Comentarios