Em MS: 25 mil aposentados precisam comprovar existência até quarta-feira

355

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) divulgou dados acerca dos beneficiários que ainda não realizaram a prova de vida e deverão comparecer na agência bancária mais próxima até quarta-feira (28). Em Mato Grosso do Sul, até o mês de janeiro, 40.670 aposentados não tinham feito comprovação referente ao ano de 2017.

Mariane Chianezi – Midia Max

O Jornal Midiamax apurou que, das mais de 40 mil pessoas, 14.528 seguiram até agência para comprovar existência e, até o dia 20 de fevereiro, ainda restavam 25.828 aposentados para realizar procedimento em MS. Quem não realizar prova de vida poderá ter o benefício suspenso pelo instituto até que a verificação seja feita. Os esclarecimentos divulgados pela Previdência Social podem ser acessados clicando aqui.

Em Campo Grande, ainda restam 7.644 pessoas para se recadastrarem. Enquanto no interior, restam 996 aposentados em Corumbá; 2.152 em Dourados; 953 em Ponta Porã e 1.176 em Três Lagoas, além das demais cidades do Estado.

Prazo para o encerramento das pessoas que ainda não tinham realizado a prova de vida em 2017 terminaria em 31 de dezembro de 2017, mas devido ao grande número de beneficiários, o INSS decidiu prorrogar até o dia 28 de fevereiro de 2018. Para os aposentados que já realizaram o processo no ano passado, o instituto esclarece que deverão aguardar abertura da prova de vida deste ano.

Como realizar a prova de vida?
Para fazer o procedimento, não é necessário ir às agências da Previdência Social, bastando apenas ir em banco que o beneficiário recebe o dinheiro, mediante apresentação de documento de identificação com foto, como carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação e outros.

A comprovação é obrigatória para todos os beneficiários que recebem seus pagamentos por conta corrente, conta poupança ou cartão magnético.

Se o beneficiário não puder ir até as agências bancárias por motivos de doença ou dificuldades de locomoção podem fazer a comprovação de vida por meio de um procurador cadastrado no INSS.
No Brasil existem 34 milhões de beneficiários do INSS, , quase 32 milhões já fizeram a comprovação de vida. Até o início de fevereiro, 3,2 milhões de beneficiários ainda não haviam comparecido aos bancos pagadores de seu benefício.

Facebook Comentarios