Ao contrário da maioria dos jovens, um morador de Bela Vista viu nas redes sociais a oportunidade para pedir emprego. Com o próprio celular, Yvan Medina deixou a vergonha de lado e gravou um vídeo no Facebook onde explica que faz diversos serviços de limpeza, mas precisa de indicações de serviços. A humildade do rapaz, de 21 anos, formou uma rede de solidariedade e fez a imagem viralizar na web. Até o final da última quinta-feira (1), o pedido já tinha ultrapassado as 140 mil visualizações e a casa dos 6 mil compartilhamentos.

 – Midia Max

Yvan nasceu em uma família carente com 5 filhos e precisou ajudar em casa ainda na infância. A mãe foi abandonada pelo pai quando ele tinha 8 anos e, sem a figura paterna, o garoto ficou responsável pelas tarefas domésticas e parte da criação dos irmãos. Ano passado decidiu construir sua própria família e casou com Suelen, mas o desemprego assombrou o casal, que atualmente vive da renda de uma salário mínimo que a mulher tira como doméstica.

“Com 12 anos eu já fazia algumas coisas para ajudar minha mãe. Varria calçada dos outros, jogava lixo fora, lavava calçadas. De um tempo pra cá, os serviços foram desaparecendo e eu fique desesperado porque tenho a parcela da minha moto para pagar, o aluguel e a prestação de uns móveis.”

Por causa da escassez de trabalho em Bela Vista, segundo Yvan, a única saída foi apelar para a internet. O garoto decidiu usar o próprio perfil pessoal para chegar no máximo de pessoas através da rede, mas a timidez e falta de intimidade com a câmera tiveram que ser superadas para conseguir o objetivo. Foi na manhã de um dia quente que a simplicidade do jovem comoveu milhares de internautas que, mesmo morando em outros Estados, compartilharam o pedido de ajuda.

O rapaz garante que é “pau para toda obra” e trabalha roçando quintais, podando árvores, fazendo carga e descarga e serviços gerais de limpeza. Os equipamentos usados no trabalho como rastelo, máquina de roçar e facão são carregados pelos 4 cantos da cidade em um modesto carrinho acoplado em uma moto.

Um dos empecilhos para Yvan é a fragilidade do carrinho, que foi doado por um amigo. O rapaz conta que muita gente liga pedindo serviços de retirada de entulho, mas não aceita o trabalho com medo de danificar sua moto.

“A turma me procura para jogar fora lixos pesados, mas como o carrinho foi improvisado eu não posso pegar coisa muito pesada senão vai arrebentar tudo.”

Outra preocupação do bela-vistense é relacionada ao enteado, de 3 anos, que também mora com o casal. O jovem de pouca idade e muitas responsabilidades ainda responde em tom baixo quando questionado se esperava por tanta repercussão.

“Fiquei muito feliz e surpreso. Tenho minhas continhas para pagar e fico apreensivo já que meu enteado também vive na mesma casa que eu e minha esposa. Peço a Deus que apareça bastante serviço.”

Quem quiser entrar em contato com a família pode telefonar no celular da Suelen (esposa) no número (67) 9 84119776 ou mandar Whatsapp para Yvan no (67) 9 9689-8536.

Facebook Comments