Corumbá se torna nova porta de entrada para haitianos no Brasil e especialista alerta para riscos

147

Aproximadamente 300 haitianos vindos do Chile chegaram à Corumbá nas últimas semanas. O imigrantes atravessaram a fronteira do Brasil com a Bolívia e estão dormindo na rodoviária ou em abrigos improvisados. O aumento do fluxo se dá pela recente mudança da lei de imigração no Chile, destino de cerca de 100 mil cidadãos do Haiti nos últimos anos.

e  – Midia Max

No Brasil, a maioria dos haitianos que chega a Corumbá recebe notificação de saída da PF, que dá a eles prazo de 60 dias para se regularizarem ou então ficarem sujeitos à expulsão. “Eles chegam sem ter nenhuma informação, e poucos pedem refúgio”, diz João Chaves, coordenador de migrações e refúgio da Defensoria Pública da União em São Paulo, que esteve no local.

Muitos dos imigrantes são registrados pela Polícia Federal como entradas excepcionais, categoria regulamentada na nova lei de imigração para incluir os que não possuem visto ou estão em outra situação emergencial. Quem cai nessa rubrica tem até 30 dias para se regularizar.

Facebook Comentarios