O Conselho Tutelar de São Gabriel do Oeste, a 140 km Campo Grande, divulgou números de atendimentos no ano de 2018. Dentre os 1.249 atendimentos realizados no ano, 38 foram sobre exploração ou abuso sexual.

Danielle Valentim – Campo Grande News / Foto: Idest

Conforme o Idest, os conselheiros destacam que 80% dos abusos sexuais são com crianças de dois e 12 anos, sendo que 90% dos autores das violações são da própria família.

“Os pais devem ficar mais alertas aos seus filhos, saber quem colocam dentro de casa. Muitas vezes confia muito na pessoa que está ali, e na maioria desses 38 casos, são pessoas próximas, pai, avô, tio, padrasto”, alertam os conselheiros tutelares de São Gabriel do Oeste, destacando que todos os casos foram encaminhados para investigação na Delegacia de Polícia Civil e acompanhamento do Creas.

Outros números de casos atendidos pelo Conselho Tutelar de São Gabriel do Oeste chamam a atenção, como adolescentes envolvidos com drogas e álcool (57), além dos casos de conflitos familiar (156) e adolescentes se auto-mutilando (11).

Atendimentos realizados pelo Conselho Tutelar em 2018:
• 47 indivíduos atendidos em situação de negligência;
• 11 adolescentes se auto-mutilando;
• 11 indivíduos atendidos e encaminhados ao CRAS;
• 60 indivíduos encaminhados para o CREAS;
• 58 conflitos de guarda;
• 251 pedidos de vaga e informações de evasão escolar;
• 57 adolescentes envolvidos com drogas e álcool;
• 48 reuniões com o colegiado;
• 38 casos de abusos (exploração sexual);
• 17 casos de violência física;
• 156 casos de conflitos familiar;
• 225 notificações;
• 127 advertências;
• 38 indivíduos atendidos/em serviço do Instituto de Medicina e Odontologia Legal (IMOL) e outros (viagens);
• 102 orientações
• 3 Denúncias pelo Disque 100.

O Conselho destaca que proteger as crianças contra crimes sexuais é uma tarefa desafiadora, e é preciso ensinar sobre o corpo, com linguagens simples e que a criança entenda; orientar e monitorar o uso da internet; ter cuidado com o que você posta sobre as crianças, afinal o conteúdo pode ser usado de forma imprópria por agressores e pedófilos; fazer com que a criança se sentir completamente segura dentro de casa para comunicar algo que esteja errado, seja um caso de bullying ou uma agressão sexual; criar lista de pessoas confiáveis; cobrar participação da escola; empoderar a criança e denunciar qualquer tipo de conduta ou conteúdo impróprio.

O Conselho Tutelar de São Gabriel do Oeste fica na rua Paraná, 1146, centro. O telefone de contato é o 067.9963.7631.

Facebook Comments