Há sete dias chuvas intensas caem na região de fronteira com o Paraguai, em Mato Grosso do Sul. Neste período, de acordo com a meteorologia, já choveu o dobro do esperado para todo o mês de março.

G1 MS

No município de Bela Vista, o nível do rio Apa subiu 10 metros. Segundo a prefeitura, 18 famílias ribeirinhas estão desalojadas. O Exército está no local desde segunda-feira (18), dando apoio a essas famílias.

Rio Apa que divide o Brasil com o Paraguai  — Foto: Defesa Civil/reproduçãoRio Apa que divide o Brasil com o Paraguai  — Foto: Defesa Civil/reprodução

Rio Apa que divide o Brasil com o Paraguai — Foto: Defesa Civil/reprodução

Nesta quarta-feira (20) um temporal atingiu Ponta Porã com ventos de mais de 50 km por hora. Em menos de 1 hora, choveu 60 milímetros na cidade. Ruas foram alagadas e moradores colocaram barricadas para proteger as casas.

Apesar dos alagamentos, a Defesa Civil informou que não há desalojados ou desabrigados no município.

Em Porto Murtinho, a área rural foi a mais atingida. De acordo com a prefeitura, cerca de 50 famílias tiveram prejuízos por conta das chuvas intensas.

“Por conta dessa situação eu vou decretar estado de emergência amanhã, há mais de 10 anos eu não vejo algo desse tipo aqui no município” disse o prefeito de Porto Murtinho, Derlei Delevatti.

A outra preocupação no município é o nível do dique que protege a cidade. Na tarde desta quarta, o rio Paraguai chegou a 5,4 metros.

Facebook Comments