Dessa vez vai! Uma chuva de meteoros conhecida como Delta Aquirídeos do Sul, poderá ser visto no céu campo-grandense na madrugada desta terça-feira (30). O espetáculo terá visualização facilitada, já que a previsão é de céu claro na madrugada, e a lua estará em fase nova.

 – Midia Max

A chuva de meteoros Delta Aquirídeos do Sul terá visualização melhor a partir do hemisfério sul, ou seja, é mais favorável aos observadores do céu austral. Ela pode produzir cerca de 25 meteoros por hora em seu pico, mas alguns meteoros também poderão ser vistos até o dia 23 de agosto.

A observação de fenômenos astronômicos depende de alguns fatores, como luminosidade das cidades, fase da lua e condições climáticas. Em geral, Campo Grande reúne boas condições, mas a observação costuma ser melhor em bairros mais distantes do centro e até mesmo em áreas rurais. Porém, o principal componente para uma boa observação é a paciência.

“É preciso ter paciência, buscar um local confortável, sentar, relaxar e esperar. Não é preciso olhar somente para um lado do céu, pois os meteoros podem surgir de qualquer ponto, a partir do leste. Mas, a melhor região do céu para ver é o zênite, no alto do céu, onde a escuridão é maior e o brilho dos meteoros será mais fácil de identificar”, aponta Giovanni Rescigno, integrante do Projeto EXOSS em MS e também do Clube de Astronomia Carl Sagan, da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Em tempo: a luz do celular também pode atrapalhar a visualização da chuva de meteoros, então, é melhor que eles sejam desligados. “A luz da tela dificulta a adaptação dos olhos ao escuro”, explica.

Capturas de meteoros enviadas por observadores ou captadas nas câmeras oficiais são disponibilizadas no site do projeto EXOSS, onde também é possível reportar os fenômenos.

Facebook Comments