Após recuar na Capital, Zeca do PT avalia candidatura a prefeito em Sidrolândia

Depois de anunciar seu nome na disputa pela prefeitura de Campo Grande e recuar em favor do colega de partido Pedro Kemp (PT), o ex-governador Zeca do PT avalia disputar a vaga de chefe do Executivo em Sidrolândia, município a 73 quilômetros da Capital.

 – Midia Max

“É um desafio que me agrada”, confirmou o ex-governador ao Jornal Midiamax, adiantando que avalia a transferência de seu domicílio eleitoral até abril para ser candidato a prefeito pelo PT ou por partidos do campo Progressista.

O desempenho junto ao eleitorado em anos anteriores é apontado por Zeca como um dos motivos do interesse, somado ao perfil do município formado principalmente por assentamentos e comunidades indígenas. “Sempre tive em  Sidrolândia uma grande votação”, lembrou Zeca, ressaltando que como candidato a governador ‘sempre ganhou de todo mundo lá’.

“E como eu tô morando praticamente aqui em Sidrolândia no meu projeto de piscicultura, eu tô sim avaliando a possibilidade de até abril transferir meu título e avaliando a possibilidade de ser candidato a prefeito pelo PT e por Partidos do Campo Progressista de Sidrolândia”, resumiu.

De acordo com ele, motivaria a possibilidade de trabalhar em município com grande potencial econômico. “Um desafio que me agrada e eu adoro um desafio. Portanto, existe sim a possibilidade”, finalizou.

Terceira via

A possibilidade de candidatura de Zeca abala o cenário polarizado na disputa pela prefeitura de Sidrolândia. Com planos para reeleição, o atual prefeito Marcelo Ascoli (PSL) teria que enfrentar o ex-prefeito Enelvo Felini (PSDB), após ter derrotado os tucanos em 2016. O PSDB garantiu que lançará candidatura e informou que a confirmação do nome viria ainda neste mês de janeiro.

O PDT também já havia anunciado interesse na disputa, apostando na rejeição do eleitorado aos dois primeiros nomes ventilados pelos adversários. Mas, adiantou que na hipótese de três candidaturas consolidadas, apostaria na composição com outra chapa.