Após quatro anos parada, PRF inaugura nova unidade na BR-060 em Sidrolândia

528

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) inaugurou na manhã desta sexta-feira (19) nova unidade operacional na BR-060, em Sidrolândia. A obra, que foi iniciada em 2014, foi paralisada em 2015 porque a empresa vencedora da licitação descumpriu cláusulas contratuais e desistiu da execução. Um novo certame só foi iniciado em 2017 e a obra finalmente entregue hoje, dentro do prazo, ao custo total de R$ 1,2 milhão.

e  – Midia Max

De acordo com a PRF, a nova unidade é uma das mais modernas do país, pois traz mais condições de trabalho para policiais, dentre elas, a capacidade de ampliar a cobertura da fiscalização – facilitando, por exemplo, a atuação do efetivo em dias chuvosos. A unidade também conta com recursos que possibilitam fiscalização mais minuciosa em veículos.

Até então, as atividades operacionais ocupavam as instalações de uma escola cedida pela prefeitura de Sidrolândia.

“Esta rota tem histórico de luta, iniciado em 2014. Passamos por dificuldades, por situações em que a empresa abandonou o contrato e gerou muitas dificuldades. Mas, estamos falando de uma unidade estratégica para a faixa de fronteira, que é utilizada como porta de entrada de ilícitos”, descreve o superintendente da PRF-MS, Luiz Alexandre Gomes da Silva.

O titular da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), Carlos Videira, a entrega da obra permitirá reforçar a segurança pública em MS. “Por aqui passa droga, contrabando, veículos que servem de moeda de troca na fronteira. Esta unidade é importante e vai ajudar a enfrentar o crime”, aponta.

O senador Pedro Chaves, que também esteve na solenidade, destacou a importância do combate ao crime na região fronteiriça.

“A maior preocupação do brasileiro é segurança publica, tem que ser prioridade no pais. Como MS é ponto estrategio para o crime, não adianta combatermos os estados sem combater a origem, que é a fronteira”, acrescenta.

Para o ministro Carlos Marun, da Secretaria de Governo da Presidência, a obra representa um novo conceito de atuação do governo em relação a PRF. “É a primeira obra com essa formação aqui em MS. É um conceito que traz reconhecimento ao trabalho da polícia, com melhores condições de trabalho”, finaliza.

Concurso

Com o último concurso realizado em 2013, o superintendente da PRF destacou que aguarda publicação de edital para concurso de 500 vagas, sendo cerca de 40 para atuação no Estado, ainda neste ano. Segundo Silva, isso incrementará o efetivo em 10%.

“O efetivo ideal, segundo a normativa da PRF, seria termos 800 policiais no Estado. Temos 400, o que é um deficit de 50%.
Mas, temos investido em tecnologias de informação a cada ano, o que reflete no crescimento do número d apreensões e diminuição nos índices de acidentes”, detalhou o superintendente.

Facebook Comentarios