Após matar ex-namorada, assassino foi perseguido por vizinhos, mas fugiu de linchamento

493

Após matar a namorada com 18 facadas, Bruno Mendes de Oliveira, 29 anos, foi perseguido por vizinhos que estavam com porretes na mão, mas conseguiu escapar. Ele executou a ex-namorada Katiuscia Arguero dos Santos, 31 anos, na noite de ontem (22), dentro de uma residência na Rua Internacional, bairro São Conrado em Campo Grande.

Dany Nascimento e Anna Gomes – Top Midia News 

Vizinhos ouviram os gritos da vítima e tentaram capturar o suposto autor. De acordo com um vizinho que mora na frente da casa onde o crime aconteceu, as brigas eram constantes entre o casal e Bruno já teria agredido a mulher outras vezes.  Um outro vizinho de 76 anos, afirmou ao TopMídiaNews que viu Bruno prensar a mulher contra o muro da casa no último sábado (20), mas por medo de também ser agredido pelo homem, entrou para a residência e viu a mulher sair correndo, sendo perseguida.

Uma outra testemunha de 46 anos disse que Katiuscia sempre estava com lesões pelo corpo. “Ela trabalhava muito, vendia potes de doces, mas a briga entre eles acontecia com frequência”.

Crime

O casal teria dado início a uma discussão na noite de ontem, quando Bruno se apossou de uma arma e desferiu 18 golpes contra a namorada. Ele acertou seis facadas no braço direito, nove no braço esquerdo, duas no pescoço e uma nas costas. Katiuscia não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Populares relatam que os dois estavam juntos há dois anos, com discussões frequentes.  De acordo com a Polícia Militar, Bruno teria acertado o pescoço e o pulso da vítima para que a mesma não tivesse tempo de ser socorrida. Apenas os dois estavam na casa no momento do crime.

Katiuscia tinha seis filhos de um outro relacionamento. O crime aconteceu dentro da casa de Bruno.

Facebook Comentarios