Após dois anos na fila do transplante, João Vitor Silva de Andrade, de 11 anos, vai receber um novo rim. A cirurgia será realizada no Hospital Samaritano, em São Paulo. Ele saiu do município de Aquidauana por volta das 17h e embarcou há pouco no Aeroporto Internacional de Campo Grande com destino ao hospital.

Campo Grande News
João fez questão de embarcar com a farda que ganhou dos policiais de Aquidauana. (Foto: Giselli Figueiredo)João fez questão de embarcar com a farda que ganhou dos policiais de Aquidauana. (Foto: Giselli Figueiredo)Clique na imagem para ampliar

Na hora do embarque, João foi reconhecido por pessoas que estavam no aeroporto e foi saudado por todos os policiais que o acompanharam no trajeto. O menino também não abriu mão de viajar com a réplica da farda da PM que ganhou no último dia 8 de junho, quando completou 11 anos.

Familiares e amigos ficaram bastante emocionados na despedida, João não tirou o sorriso largo do rosto um minuto. “Ele ficou muito feliz, o povo da minha cidade se mobilizou e ajeitou tudo para gente chegar a tempo no aeroporto. Na rua, ele contou para todo mundo que estava indo para São Paulo porque tem um rim esperando por ele”, conta a mãe Ana Luíza da Silva.

Ao Lado B João disse que vai voltar dando cambalhotas. “Vou fazer o transplante do meu rim, vou voltar para casa dos meus irmãos e virar mortal de ponta cabeça. Quando voltar quero uma festa enorme e abraço. Orem por mim”, disse.

Caso – João está à espera de um novo órgão desde 2016 porque tem agenesia do rim direito, que corresponde à ausência congênita de um rim. No entanto, o outro rim não funciona corretamente e desde 2011 ele faz tratamento.

Sua rotina é de viagens de Aquidauana para Campo Grande todos dias para o tratamento. Mãe e filho levantam de madrugada para chegar aqui às 7h da manhã para hemodiálise.

Cheio de sonhos, após o transplante, João Vitor disse que irá estudar muito para se tornar policial. “Quero fazer a segurança da minha cidade e cuidar das pessoas”.

Facebook Comments