O fato está sendo considerado um fake news

A Escola Estadual Vera Guimarães Loureiro, em Bela Vista, teve horas de pânico na manhã desta quarta-feira (12) após um “print de uma conversa” com redes de wiffi, indicando palavras referentes a um suposto “massacre” na instituição.

Imagem: Divulgação

Após a divulgação destas imagens, inúmeras pessoas passaram a ligar para a direção da escola. Apesar do susto, as aulas ocorreram normalmente, entretanto, a direção da Escola comunicou o fato aos órgãos responsáveis, entre eles, Polícia Militar e Conselho Tutelar, que prontamente realizaram o atendimento ao colégio.

Outro print que circula pelos grupos, é de que um homem havia sido preso com uma arma dentro da escola, o que foi constatado que não se passava de uma informação falsa.

Imagem: Divulgação

A ação deixou parte da população em pânico, mas não passou de um boato. Em conversa com a diretora da Escola Estadual Vera Guimarães Loureiro, Jusara Regina Volpatto, foi confirmado que até o momento a única situação real foi a divulgação destas imagens com os nomes das redes de wiffi alterados para “massacre”.

Jusara ainda aproveitou para alertar e pedir o apoio dos pais nestas questões, principalmente, em verificar os celulares dos filhos, na tentativa de identificar qualquer situação estanha.

A diretora também destacou que independente do teor da situação, fatos como estes sempre são rapidamente levados ao conhecimento da direção da escola, e posteriormente, comunicado as autoridades competentes.

Apesar do suposto boato, a Escola estará sempre em alerta. O caso será investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Bela Vista.

Ouça a entrevista do site BV NEWS MS com a diretora Jusara Regina Volpatto!

Facebook Comments